As razões de queda do mercado de criptomoedas são: venda de ВТС Mt Gox, declarações do SEC e assaltos de Binance.

Se existem as perspetivas para as cotações se recuperarem e o quê esperar depois?

Em janeiro de 2018, o mercado de criptomoedas atingiu o seu nível máximo, aumentando o otimismo dos investidores. Parecia que as previsões sobre o preço de Bitcoin em nível de 20 mil e posteriormente, de 50 mil de dólares dos EUA se tornarão a realidade até fim deste ano. Mas apenas uns dias foram suficientes para que o mercado caiu de cume do Olimpo até níveis de novembro de 2017 e entrar num flat evidente. O culpado foi encontrado somente dentro de 2 meses. Agora, os traders enfrentaram um problema em que apostar: a retorno aos níveis anteriores ou queda posterior? Quais são as razões desta descida tão acidental e o quê esperar sucessivamente? Leia em nossa revista.

O Bitcoin sobrepairou, mas prometeu a aterrar-se

Em 2017, o preço do Bitcoin superou todas as estimativas. Segundo às previsões mais fantásticos, em janeiro, sua cotação deveria a alcançar os 10 mil de dólares dos EUA, mas mesmo neste mês, a comunidade de traders registrou o preço 19 mil de dólares dos EUA. A alegria e otimismo dos traders foram tão grandes que resultaram as previsões seguintes: no fim de 2018, o Bitcoin crescerá pelo menos até 5 mil de dólares dos EUA. Alguem começou comparar a capitalização do BTC com a moeda estadunidense, calculando assim o seu preço real, considerando a emissão limitada do Bitcoin. Os adeptos de criptomoedas já prelibaram como ganhar rapidamente com a continuação da subida de todo o mercado, mas surgiu imprevisto. Apenas em alguns dias a capitalização do mercado caiu mais de dobro desde 830-840 mil de milhões de dólares dos EUA e a partir de fevereiro entrou em flar firme com uma faixa estreita entre 350-450 mil de milhões de dólares dos EUA.

Considerando a análise técnica, este flat começa a terminar-se, após de que surgirá a ruptura de níveis. A questão consiste apenas em que sentido acontecerá esta ruptura. Os adepros de criptomoedas gostariam de crer em que o mercado tentará novamente examinar pelo menos a referência 600mil de milhões, i.e., se o BTC tem uma quota de 40-41%, o Bitcoin poderá a subir até 14 mil dólares dos EUA. Talvez, o flat será longo. Mas existe uma opção pessimista: preço for rompido para baixo e há muitas razões para isto. Quais são estas razões e se é possível ganhar com as mesmas, leia abaixo.

Japão e Coreia do Sul fazem um golpe traiçoeiro ao mercado de criptomoedas: jogos de grandes investidores que poderão a arruinar o mercado

Passou quase 4 anos, após de falência de Mt.Gox, mas a espada de Dámocles ainda está ameaçando ao mercado de criptomoedas. E não só está pendida, mas ameaça efetuar um golpe desastroso.

Em janeiro de 2018, a capitalização total de mercado atingiu o seu máximo, mas depois, caiu com mesma rapidez. Conforme as publicações numerosas, os analistas vincularam esta queda com as notícias de Coreis do Sul, onde a polícia e autoridades fiscais realizaram as investigações de maiores praças bolsistas. O governo do país anunciou eventuais medidas que estão destinadas para restringir rigorosamente o comércio com as criptomoedas, retirando principal vantagem das mesmas, ou seja, a anonimidade. Provavelmente, isto também afetou as cotações, mas há uma pergunta razoável: por quê os traders não transferiram simplesmente o dinheiro para carteiras das bolsas em outros países e permitiram ao mercado cair mais de 50%? Talvez, a resposte consta em que os meios de comunicação social preferiram não divulgar.

Depois de Mt.Gox foi assaltada, os 650 000 bitcoins foram declarados como desaparecidos e o seu destino está desconhecido até dia de hoje. Outra situação toca os 200 000 ВТС que enfim foram milagrosamente encontrados. O processo sobre a falência desta bolsa continua até hoje, mas por alguma razão, estas moedas começaram vendendo somente agora. Segundo ao relatório do administrador que controla o processo de falência da bolsa e realiza o seu património, desde dezembro de 2017 até fevereiro de 2018 foram vendidos os 36 mil de ВТС e 34 mil de ВСН. Estas vendas foram realizadas através de bolsas escolhidas pelo próprio administrador e é claro que as mesmas não estão anunciadas.

Isto é uma parte de carteiras para ser anuladas depois de forem vendidas as moedas acumuladas em mesmas, a lista completa se encontra aqui: gaelb.alwaysdata.net/MTgox_watch_CW/index.html). Dos 200 mil de ВТС e igual quantidade de ВСН se planejam vender os 166 mil de Bitcoins e 168 mil de Bitcoins Cash.

Conforme o relatório de mtgox.com/img/pdf/20180307_report.pdf, as vendas foram efetuadas por partes:

  • Em dia 18 de dezembro realizaram os 2 000 ВТС e a cotação caiu 1 000 dólares dos EUA;
  • Em dia 22 de dezembro realizaram os 6 000 ВТС e a cotação caiu 5 000 dólares dos EUA;
  • Em dia 15 de janeiro realizaram os 8 000 ВТС e a cotação caiu 3 500 dólares dos EUA;
  • Em dia 31 de janeiro realizaram os 6 000 ВТС e a cotação caiu 2 000 dólares dos EUA;
  • Em dia 05 de fevereiro realizaram os 18 000 ВТС e a cotação caiu 2 000 dólares dos EUA.

Se analisar o gráfico de BTC e comparar com o relatório do administrador nomeado pelo tribunal japonês para gerir o processo de falência da MtGox, é possível referir que as datas de vendas coincidem com as cedências fortes das cotações. E as vendas de últimos 18 000 ВТС parece a uma tentativa para ganhar mesmo algo no mercado em queda. Depois de grande venda recente, o Bitcoin se formou o fundo em área de 6 000 dólares dos EUA.

É fácil imaginar o que acontecerá com o mercado, se o administrador de falência injetará no mercado o valor restante, seguindo ao lema “mais vale pouco do que nada”. Por exemplo, a circulação diária de ВТС na bolsa Bitfinex equivale cerca de 520-530 milhões de dólares dos EUA. O valor de 166 mil de ВТС a cotação de 8000 constitui os 1,328 mil de milhões de dólares dos EUA. Mesmo a “canalização” gradual desta criptomoeda poderá a levar à queda acidental de todo o mercado digital. Agora, imagine sobre que bomba de ação retardada estamos a falar, em caso de outros investidores institucionais se juntarem às vendas.  Pois, é pouco provável que para estes será vantajoso vender as moedas em mínimo. Por isso, nós ainda temos a possibilidade de observar um salto artificial pelo menos do Bitcoin, mas este será muito breve e com uma queda instantânea, depois de que os “hamster” ficarem sem dinheiro.

O assalto de bolsa Binance

Os problemas já existentes no mercado de criptomoedas foram acrescidos por mais um. Na véspera de Dia Internacional das Mulheres, ou seja, a tarde de 7 de março, surgiu uma notícia que foi assaltada a bolsa Binance, segunda maior  em circulação comercial. Os representantes oficiais desta bolsa ainda nãp comentaram a situação. Apenas existem as informações que foram arrombadas as chaves de API e  de todos os traders que operam mediante os robôs. Após de arrombamento, os robôs dos usuários começaram a vender todos os altcoins armazenados e comprar com estes a criptomoeda VIA que encareceu mais de 1000%.

Depois de publicação desta notícia, o BTC cedeu instantaneamente 10,27%. Em seguida, o preço se recuperou parcialmente, mas não conseguiu romper o nível de resistência 9,6 mil de dólares dos EUA. Mas esta situação mostrou novamente as perspetivas das operações baseadas na análise gráfica. Agora, o mercado de criptomoedas está caindo outra vez, embora que mantém-se a probabilidade de sua recuperação e estabilização parcial depois de fim de semana.

SEC continua atacando

Em novembro de 2017, a comunidade de criptomoedas foi abalada por uma notícia: serviço tributário dos EUA venceu em tribunal o processo duma bolsa de criptomoedas no âmbito de investigação de desvio de pagamento de impostos sobre as operações em Bitcoin. Segundo à sentença do tribunal, Coinbase está obrigada de revelar para os fiscais os dados pessoais dos usuários de carteiras, incluindo o código de identificação, data de nascimento e dados sobre as transações. Estão sujeitas a esta sentença todas as transações no valor superior de 20 mil de dólares dos EUA realizadas em anos 2013-2015. Nesta decisão judicial foram envolvidos cerca de 15 mil traders.

Também, os reguladores apertam as normas em relação a única critpomoeda reconhecida como um instrumento financeiro. Em dia 7 de março, a SEC (Comissão dos Valores Mobiliário e Bolsas) comunicou que em caso duma bolsa de criptomoedas realiza as operações com os tokens considerados como um valor mobiliário, esta bolsa deverá ser licenciada para obter o estatuto duma Bolsa Nacional de Valores com o sistema de trading alternativo.

Os analistas supões que o descenso do Bitcoin em dia 7 de março resultou por decisão da SEC e assalto de Binance. E apesar de estimativas de recuperação parcial do mercado, todas as notícias acima referidas como um exemplo, mostram que em 2018, no mercado de criptomoedas não há um lugar ao otimismo e não vale a pena contar com os superrentas em perspetiva de longo prazo.

Embora que as esperanças em relação ao crescimento contínuo de todo o mercado de criptomoedas não se justificaram, ainda é precoce acabar com as criptomoedas. É preciso apenas aproveitar as alterações profundas e mudar a estratégia. É pouco provável que em breve nós observaremos uma tendência forte, mas o facto de que o Bitcoin incrementa firmemente sua quota em capitalização  geral, mostra que BTC tem as perspetivas. Por isso, ganhar com a volatilidade é uma opção excelente para uma estratégia de curto prazo. Aqui, um papel principal vai a pertencer aos fatores fundamentais e mesmo em caso de mercado ceder até nível de setembro, será possível a ganhar com isto.

Outra coisa que as bolsas de criptomoedas não permitem a ganhar com as posições curtas, excluindo os casos raríssimos. Anteriormente, as carteiras nas bolsas foram atuais com as tendências ascendentes, mas agora, quando o mercado está volátil em ambos sentidos e mantém-se a probabilidade de sua cedência ainda maior, os traders bolsistas não têm as possibilidades para ganhar com as posições curtas e coberturas de posições. Além disso, muitas vezes as bolsas estão atacadas e assaltadas.  Ademais de exemplos de Mt.Gox e Binance acima descritos, vale a pena relembrar mais uns assaltos e falências famosos:

  • ВТС-Е. Anteriormente, isto era maior bolsa de criptomoedas entre o TOP-3 e ficou inesperadamente investigada pelo BFI (FBI, em sigla inglesa). Os servidores foram desconetados em agosto de 2017 e própria bolsa foi encerrada. Apesar de conversas sobre a trasladação de contas dos clientes para outra plataforma, muitos assuntos ficaram suspensos e os acessos às contas indisponíveis;
  • YouBit. Esta bolsa sul-coreana foi arrombada ainda em abril de 2017, mas naquela altura no mercado recém-nascido isto não foi tão crítico. Depois de outro assalto em dezembro do mesmo ano, a bolsa declarou sua falência;
  • Em dia 26 de janeiro do ano 2018, foi declarado o roubo de mais de 500 milhões de dólares dos EUA em criptomoeda NEM na bolsa Coincheck. O assunto de indemnização espera uma decisão, mas por enquanto, os representantes desta bolsa e de startup estão queixando um a outro e a situação dos investidores não torna-se mais fácil;
  • em tempos distintos foram assaltadas as bolsas Poloniex, Bitstamp e Bitfinex. E não uma só vez.

 

Nós sabemos que as criptomoedas vão baixando periodicamente sob a influência de fatores acima descritos. Por isso, eu gostaria de ganhar com uma queda, i.e., ter uma oportunidade entrar com uma ordem Sell, ao mesmo tempo não tendo o ativo e ganhar com o movimento do preço não apenas ascendente, mas descendente também.  Infelizmente, a bolsa não me oferece tal oportunidade. Neste sentido, agora para mim parecem mais atraentes as corretoras que permitem o trading marginal com as criptomoedas. Por quê especular com uma corretora? Além de possibilidade para ganhar em vendas, eu com um prazer aproveito racionalmente alavancagem. A opção 1 por 3 será mais do que suficiente e não é preciso soltar as rédeas. O limiar de entrada é muito baixo e mais a alavancagem oferecerá a mim uma possibilidade para reduzir o valor de caução, deixando respetivamente mais fundos para sustentar as posições abertas.

E claro que eu tenho em conta a história sobre o administrador que ainda dispõe os 166 000 BTC e 168 000 BCH. Segundo ao gráfico analisado em primeira parte e considerando que este administrador continuará a vender estes valores por parcelas, o mercado vai seguindo ao Bitcoin para baixo depois de vendas e para cima, quando os compradores vão a tentar recuperar e manter o preço. Depois, novamente para baixo... Isto é uma oportunidade excelente para ver a situação outro ponto de vista e ganhar com as flutuações do preço nesta contraposição.

 

O tigre asiático está mordendo o mercado de criptomoedas

O conteúdo deste artigo é exclusivamente a opinião particular do autor e pode não está coincidir com a posição oficial da LiteForex. Os materiais a publicar nesta página, são fornecidos exclusivamente com os fins informativos e não poderão ser considerados com um conselho sobre investimentos, nem como uma consulta para objetivos de Diretiva 2004/39/UE.

Tem as perguntas para o autor? Você poderá a fazê-las nos comentários .
Iniciar trading
Em redes sociais
Chat "ao vivo"
Deixar comentário