A divergência e convergência no Forex, analisamos o que é isto, qual é a diferença e como aplicá-las corretamente em trading.

Hoje, vamos a analisar detalhadamente uma caraterística importantíssima do preço que está usada por muitos para ganhar no Forex. O que são divergência e convergência? Como é possível determinar a divergência? Quais os indicadores são adequados para determinar divergência e quais não? Se existem as estratégias complementares para operar com divergência? Se vale a pena confiar aos sinais de divergência? Como sempre, você pode encontrar as respostas bem detalhadas a estas e outras perguntas no meu artigo.

A divergência e convergência no Forex

A convergência—é uma coincidência de dados no gráfico de preço e de indicador técnico. Por outras palavras, isto é uma situação, quando no gráfico de preço se observa uma tendência descendente e também, o indicador técnico mostra a redução de picos, ou seja, acontece o movimento em mesmo sentido. Visualmente isto parece em forma seguinte

Como vemos na figura acima, neste caso, para determinar uma convergência se usa o oscilador АО (Awesome Oscillator). Claro que é possível usar o oscilador MACD que foi concebido para determinar estas caraterísticas, mas em plataforma de trading o mesmo tornou-se absolutamente irrepresentável, porque se usa para os fins muito distintos. Por alguma razão, os desenvolvedores de nova versão fizeram principal acento nas duas linhas médias deslizantes incluídas em composição deste oscilador e consideram receber destas os sinais para entrar no mercado. Pessoalmente para mim não está claro para que precisava fazer isto, se existe muito mais certa ЕМА. Entretanto, estamos falando sobre o outro. Volvemos à nossa convergência. Ora bem, com as linhas azuis no gráfico estão mostrados os declínios das tendências ativas. Se num momento observar o declínio das linhas no gráfico de preço e do indicador, podemos ver que estas movem-se em mesmo sentido. Por outras palavras, os valores estão aproximando-se. Esta aproximação é mesmo a convergência. A convergência não possui algumas caraterísticas práticas nem é um sinal para entrar no mercado. Este fenómeno apenas mostra que a tendência ativa neste momento é bastante forte, se encontra em fase de seu desenvolvimento e provavelmente, vai continuando.

A divergência— é um afastamento de dados no gráfico de preço e de indicador técnico. Falando a outra maneira, isto ocorre, quando no gráfico de preço se observa uma tendência ascendente e o indicador técnico mostra a tendência descendente. Ou seja, estão presentes os movimentos (declínios) em sentidos opostos. Visualmente isto parece em forma seguinte:

Outra vez usamos para determinação o oscilador АО. Na figura acima, a divergência está mostrada em forma semelhante à convergência. Mas nesta vez, podemos observar que os declínios das linhas azuis no gráfico de preço e no indicador técnico estão direcionados em sentidos contrários. Por outras palavras, os valores se afastam, isto é uma divergência. A divergência possui muitas caraterísticas práticas. É claro que principal destas é o facto que a divergência somente aparece no gráfico de preço em momentos, quando a tendência ativa enfraquece e passa para fase de mudança. Ou seja, a divergência é um dos principais sinais de mudança da tendência.

As sugestões falsas e principais erros em determinar divergência

Antes de escrever este artigo, eu decidi tradicionalmente pesquisar na Internet e rever o que consta em bases formativas da maioria de companhias no mercado Forex sobre nosso assunto. Digitei na barra de pesquisa “exemplos de divergência” e a rede apresenta um monte de informações que não valem nem um tostão furado, porque a maior parte destas são iguais, ou seja, são copiadas de um a outro ou são mesmo incorretas. O mais lamentável é que todas as companhias copiam estas informações absolutamente erróneas

Então, tinha decidido dedicar à leitura de todas as informações um pouco mais tempo do habitual e elaborou uma pequena lista de principais erros cometidos por vários autores de artigos formativos e por traders em determinar a divergência.

  1. Em muitos sites eu referi que os autores determinam a divergência em forma seguinte: se o sentido do indicador ascendente, eles supõem que uma linha desenhada através de picos do indicador mostra os máximos. Respetivamente, eles juntam com uma linha os máximos no gráfico de preço. A semelhança, no mercado ascendente, quando os picos do indicador se encontram acima de linha zero, eles juntam os mínimos do preço no gráfico. Falando de outra maneira, eles supõem que em caso de indicador mostra o descenso, é preciso juntar os mínimos e ao contrário, em caso de subida, é preciso juntar os máximos. Um exemplo de tal determinação está mostrado na figura acima (1). Isto é uma opinião errada. Se as barras do indicador se encontram abaixo de linha zero deste indicador, no gráfico de preço é necessário desenhar uma linha que atravessa os mínimos, porque está ativa a tendência descendente. Se as barras do indicador se encontram abaixo de linha zero deste indicador, no gráfico de preço é necessário desenhar uma linha que atravessa os mínimos, porque está ativa a tendência descendente.
  2. Outro erro mais frequente. Isto é quando a divergência determina-se juntando simplesmente os picos de barras do indicador que se encontram cerca, mas não mencionam se foi pisada a linha zero do indicador durante formação destes picos (2). Na figura acima está presente uma situação destas. Nesta imagem, os mínimos do indicador e mínimos no gráfico doe preço foram juntados corretamente, mas não foi cumprida a regra principal. O erro consistiu em que durante formação de picos, ocorreu a mudança da tendência que foi refletida no indicador como uma transição de barras através de linha zero e ao contrário. Nesta situação, os picos que se encontram cerca e que foram juntados não são os extremos da mesma tendência. Isto são os picos das tendências distintas e não podem ser juntados. Para determinar a divergência, apenas é possível comparar os extremos que pertencem a mesma tendência.
  3. E mais um erro. Quando supões que no gráfico do indicador se observa um declínio ascendente e no gráfico de preço está presente um declínio descendente, isto se chama a convergência, porque os declínios das linhas cruzam-se num certo ponto. A aproximação e cruzamento são convergência, tudo é muito simples. Mas em caso de declínio das linhas do indicador é descendente e no gráfico de preço é ascendente, isto é divergência, porque as linhas afastam-se, formando tal divergência. Na figura acima também está mostrado respetivo exemplo (3). Agora, vocês já compreendem que isto é uma percepção absolutamente incorreta que contradiz mesmo ao conceito destes fenómenos.
  4. Existe uma opinião divulgada e errada que o sinal de divergência pode ser obtido com outros osciladores, por exemplo, com o RSI. Isto é uma mentira absoluta. Claro que é possível observar aí uma divergência, mas isto não será um fator de presença da mesma, porque este indicador está concebido com os princípios absolutamente distintos e uma linha média deslizante simples não pode sinalizar este fenómeno. Se isto fosse uma verdade, nós obtivéssemos as divergências em cada mudança de sentido do movimento do gráfico de preço que naturalmente não é um fator de mudança da tendência.

Como determinar os sinais com a divergência

Desde erros passamos aos factos reais, nomeadamente, analisamos como se obtenham os sinais para entrar e sair de mercado em situação de divergência.

Os princípios básicos de obtenção de sinais devem ser analisados por etapas:

  1. Em primeiro lugar, é necessário determinar o sentido da tendência que está ativa neste momento no gráfico de preço. Em ambos casos, isto é uma tendência ascendente.
  2. Em seguida, é preciso determinar os mínimos e máximos da tendência principal. Para nós apresentam o interesse os máximos, porque a tendência no gráfico de preço é ascendente.
  3. Depois, determinamos os 2 máximos através de que desenhamos as linhas de tendência para determinar a presença de divergência.
  4. Em passo seguinte, é necessário sobrepor o indicador АО ou MACD, a sua escolha, no gráfico de preço. Eu pessoalmente, sempre prefiro o indicador АО.
  5. Os pontos de máximos no histograma do indicador juntamos com as linhas e fazemos o mesmo no gráfico de preço, após de que sincronizamos estes pontos em tempo para que estes corresponderam um a outro.
  6. Observando que em ambos casos está presente a divergência, entendemos que aproxima-se a mudança de tendência, ou seja, uma situação, quando é possível ganhar.
  7. Agora, é necessário determinar um ponto de entrada no mercado. O ponto de entrada com sinal de divergência é primeira vela no gráfico de preço que corresponde à primeira barra descendente afixada depois de aparecimento de sinal de divergência (Sell zone).
  8. O ponto de saída de operação determina-se como primeira vela no gráfico de preço que corresponde à primeira barra no gráfico de indicador que encerrou-se acima de anterior ou tem outra cor (verde) a diferença de antecedente (vermelha) (Profit zone).
  9. Na estratégia básica de trading está prevista ordem Stop Loss que coloca-se ligeiramente acima de máximo do preço e emitiu o sinal de divergência (Stop zone).

As particularidades de obtenção de sinal de divergência com o oscilador

Analisarmos estas particularidades com um exemplo de indicador АО:

  1. Para melhor visualização, o indicador АО está realizado em duas cores. As barras verdes significam a subida do preço e as barras vermelhas mostram a descida do mesmo.
  2. Surgem as situações, quando depois de obter o sinal de divergência, as barras do indicador formam mais um pico e o preço mostra mais um máximo/mínimo. Este fenómeno se chama acumulação de divergências. Falaremos sobre essa caraterística mais abaixo.
  3. Que maior é divergência ou declínio das linhas, mais forte será o sinal e respetivamente, maior potencialidade de processamento do mesmo.

O princípio de acumulação de divergências.

Tal caraterística está conhecida praticamente a cada trader que operava com divergências, mas nem todos os sabem como atuar corretamente nesta situação.

Operando com os indicadores АО ou MACD, você podia observar muitas vezes que o indicador emitindo um sinal de divergência não processa o mesmo, mas ao contrário, forma mais um máximo ou mínimo, ao mesmo tempo, não pisando a linha zero. Assim, nós podemos já observar não os 2 picos, mas três e mais. Uma opinião mais divulgada descreve isto como uma tolerância banal de indicações e não deixa outra escolha como encerrar a posição com uma ordem Stop.

Não obstante, se nós revisamos posterior desenvolvimento da situação no mercado, veremos que o sinal não se cancela e transita simplesmente para outro tempo e outra situação no mercado. Por outras palavras, o sinal se acumula. Por quê acontece isto? É muito fácil, porque nós não avaliamos a divergência por toda a tendência ativa, mas apenas por uma parte desta. Ou seja, o nosso sinal inicial significa uma mudança local de tendência no âmbito de atividade global. Esta mudança local de tendência chama-se uma correção. Assim, o indicador mostra a presença de divergência em momento de início da formação duma correção e depois de mesma, quando a tendência principal se continua, o indicador aceita rapidamente o seu erro e começa seguir ao preço sem mudar a tendência global (sem pisar a linha zero). Quando está tendência se acaba, o indicador emite novamente o sinal de divergência que se encontra por dentro de sinal anterior. Agora, isto é um sinal único. Assim pode continuar até que tendência global não se muda. Na minha memória, o sinal de divergência mais forte foi formado seguidamente entre os cinco picos. Mas estes sinais surgem muito raramente. Desde há muito tempo, no mercado moderno não surgiram os sinais compostos por mais de três picos nos intervalos de tempo médios e superiores. Nos intervalos de tempo curtos, é possível encontrar os 5 e mesmo os 6 picos, não obstante, a veracidade destes sinais não é muito boa.

Ora bem, vamos analisando como usar esta caraterística para os seus objetivos e obter os lucros com a mesma:

Conforme as regras descritas por mim acima, determinamos a divergência, após de que obtemos um sinal de mudança de tendência (Sell zone 1). Começa o processamento de sinal por preço, mas o que é isto? Depois de ser formado grande grupo de barras vermelhas, começam formar-se as barras verdes, mas não a linha zero no indicador não foi pisada. Paralelamente, no gráfico de preço está formando mais um máximo, isto já é terceiro. Agora, a divergência aparece entre os máximos segundo e terceiro, bem como entre o primeiro e terceiro. Por fim, estamos rodeados com divergências. Isto significa que surge uma divergência após de divergência. Pois, dentro da posição inicial, vocês terão que manter-se e não encerrar operação com uma ordem Stop, porque assim, todo o modelo de acumulação não vale um tostão furado. O modo de uso mais eficaz desta caraterística é conjugação do mesmo com o modo lógico descrito num dos meus artigos anteriores. Respetivamente, será lógico abrir uma nova posição, conforme novo sinal. Desta maneira, obtemos outro sinal para vender (Sell zone 2). Como um resultado, temos duas operações de venda abertas. Para todas as operações, é necessário colocar um único nível de fixação de lucros (Profit zone all). Graças ao Deus, nós já sabemos o conceito de sua determinação. Apenas falta aguardar o mesmo. Em seguida, acontece o atravessamento esperado de linha zero e nós obtemos o sinal para encerras as posições. Encerramos todas as operações num só ponto e obtemos os lucros de ambas.


Em conclusão

Até agora, a divergência no Forex é um sinal mais forte de mudança de tendência. E não usar esta caraterística em seu trading seria, pelo menos, alógico.

Na figura acima, eu mostrei a diferença entre divergência e convergência para que vocês nunca mais tiveram as dúvidas sobre determinação correta destes fenómenos.

Está bastante conhecida a estratégia individual de trading baseada nas operações com sinais de divergência obtidos de indicadores АО ou MACD. Como abrir posições com esta estratégia, foi descrito acima. Tal estratégia é bastante segura, mas é preciso lembrar que o sinal será mais fiável, se o mesmo está obtido no intervalo de tempo superior. Na minha experiência de operações com esta estratégia, o mais eficaz foi o intervalo Н1.

Para os traders mais conservadores, posso sugerir usar a divergência na qualidade de confirmação de mudança de tendência, embora que vocês não vão usando isto em suas estratégias.

Se gostou de meu artigo, leia e comente os meus blogues dedicados a outros temas. Escrevo-os mesmo para vocês! Também, não esqueça compartilhar os mesmos nas redes sociais, seja os seus amigos conhecerão melhores métodos para ganhar no mercado Forex.

Tente determinar a divergência e a convergência no gráfico, usando minhas recomendações e o indicador Awesome Oscillator.

Vocês podem fazer suas perguntas e comentar este material abaixo. Com grandíssimo prazer responderei a vocês e darei as explicações necessárias.

O que é divergência no Forex

O conteúdo deste artigo é exclusivamente a opinião particular do autor e pode não está coincidir com a posição oficial da LiteForex. Os materiais a publicar nesta página, são fornecidos exclusivamente com os fins informativos e não poderão ser considerados com um conselho sobre investimentos, nem como uma consulta para objetivos de Diretiva 2004/39/UE.

Tem as perguntas para o autor? Você poderá a fazê-las nos comentários .
Iniciar trading
Em redes sociais
Chat "ao vivo"
Deixar comentário