Em terminal de trading está disponível grande escolha de instrumentos de divisas. Inicialmente, é possível mesmo desnortear-se, porque escolhendo um ativo para o trading, é preciso basear-se não apenas nas preferências individuais, mas considerar as caraterísticas especificas de cada par de moedas. Como escolher corretamente um ativo de trading para suas operações? Se existe algo especial (vantagens, peculiaridades) num ou outro instrumento financeiro? Vamos a analisar estas informações muito importantes para uma atividade bem-sucedida no Forex.

 

Particularidade de vários grupos de instrumentos de trading

Antes de tudo, determinando a estratégia de suas operações noForex, um trader deverá ter em conta que todos os pares de moedas se dividem a três grupos, conforme suas caraterísticas fundamentais:

  • pares básicos;
  • cotações cruzadas;
  • divisas exóticas.

Primeiro grupo engloba sete instrumentos financeiros que se destacam por aquilo que estes ativos têm o volume do trading superior de 70% de todas as operações no mercado Forex. Por isso, as “maioristas”, como estas moedas são chamadas, se consideram por merecer principais ativos de trading. A moeda-chave que consiste em cada destes pares é o dólar estadunidense. Isto é unidade básica de três pares: USD/JPY, USD/CAD, USD/CHF.

Estas cotações são chamadas diretas, porque o dólar neste par é primeiro. Em outros quatro pares; ou seja, em GBP/USD, EUR/USD, NZD/USD, AUD/USD, o dólar estadunidense atua como cotação inversa. A inclusão de moeda dos EUA nos ativos mais populares usadas em trading no Forex, significa que suas cotações estão sijeitas à influência de notícias políticas e económicas deste país.

É importante: trader que deseja operar rentavelmente com os pares básicos deverá basear sua estratégia não somente nos dados de análise técnica, mas também, ter em conta as notícias, conforme a agenda económica.

Ao grupo de cotações cruzadas pertencem os instrumentos que não constam o dólar estadunidense, por exemplo, GBP/CHF, EUR/JPY, EUR/GBP, etc. Alguns destes pares, devido à sua olatilidade alta, também estão populares entre maioria de traders, como os pares de moedas-“maioristas”, mas numa série de casos, os primeiros não atingem o nível da atividade das moedas básicas. Como as cotações cruzadas significam muito para operações comerciais e industriais, é possível observar uma correlação entre as cotações das moedas destes pares e os dados económicos dum certo país. Por esta razão, este grupo de instrumentos é mais adequado para os traders experientes que sabem e operam bem com os índices macro- e microeconómicos.

O último grupo de moedas está apresentado por instrumentos exóticos, como USD/RUB, EUR/DDK, USD/MXN, etc. Estes instrumentos mostram a relação entre moedas de grupo básico e moedas dos países em desenvolvimento, tais como Hong Kong, Singapura, África do Sul, Rússia, etc. As moedas exóticas não estão populares no mercado, porque têm um spread alto, os bolumes das operações com as mesmas são pequenos e o movimento do preço destes ativos muitas vezes é caótico ou se reprime artificialmente por Estado. Devido a estas razões, com as moedas de grupo exótico, em geral, operam apenas os traders destes países a para os outros participantes do mercado Forex estas moedas não têm as perspetivas.

 

A volatilidade dos pares de moedas

Indubitavelmente, mais uma caraterística especial dos pares de moedas é sua volatilidade, ou seja, o intervalo de cotações em que ocorrem as flutuações do preço da moeda num certo período de tempo. Analisando o mercado, é possível ver que mesmo num só dia, alguns pares percorrem centenas de pontos, enquanto outros permanecem em flat durante várias semanas. Se o intervalo do par de moedas é largo, isto significa que o instrumento tem alta volatilidade e se o intervalo é estreito, a volatilidade deste atino é pequena respetivamente. Por média, durante um dia no mercado Forex, o intervalo de flutuações dos preços em cotações de quatro casas decimais constitui 50-100 pips. Mas acontece que neste período de tempo algumas moedas percorrem 200 e mesmo 300 pips. Isto são os movimentos muito fortes e se um trader tiver sorte de apanha-los, ele poderá rapidamente obter os bons lucros.

Uma particularidade dos instrumentos com alta volatilidade é que estes não são recomendados para ser usados por um trader principiante. Por exemplo, isto são os ativos com a libra esterlina. No grupo básico, isto é GBP/USD. Os saltos ainda mais fortes poderão ser observados em cotações cruzadas GBP/CHF, GBP/JPY e GBP/AUD. Recomendamos começar operações com pares de moedas menos voláteis, como EUR/GBP e EUR/CHF. Depois, é possível começar a operar com os pares de moedas como USD/JPY,  USD/CHF, EUR/USD, etc.

 

As peculiaridades dos pares de moedas

Para que a escolha de instrumento de trading for correta, é necessário analisar os fatores que influem a um ou outro par de moedas. Todos os fatores poderão ser separados em três grupos: notícias importantes políticas, económicas e também, tal chamadas, as notícias “más”, isto é um nome lógico, porque as notícias sobre ataques terroristas, catástrofes naturais, ações militares sempre desvalorizam a moeda do país, onde sucedeu o negativo.

É importante: operando com um par de moedas determinado, o trader deverá a prestar atenção às notícias principais sobre vida política daqueles países, cujas as moedas ele tinha escolhido para trading! Porque não é o segredo que a política e finanças têm as relações estreitíssimas entre si e publicação de notícias políticas importantes influi muito às cotações das moedas.

Um bom exemplo é situação ocorrida em zona euro com a Grécia em junho de 2015. Os políticos muito tempo não foram capazes de solucionar os créditos problemáticos deste país até momento, quando o governo grego declarou sua eventual saída de União Europeia.

Esta notícia arruinou literalmente o euro em relação a outras moedas.

Um exemplo mais evidente é o par de moedas EUR/JPN em que foi bem visível como em dia 29.06 o mercado se abriu com um salto de 320 pontos e depois, durante duas horas descia mais de 100 pontos. Por resultados de negociações, os políticos mesmo conseguiram chegar a um acordo com o governo da Grécia e o mercado se recuperou com sucesso, continuando mover-se com tranquilidade.

 

Mais um evento político importante que deverá ser obrigatoriamente referido, é o referendo sobre saída do Reino Unido de União Europeia. Por resultados de Brexit, a maioria de cidadãos britânicos votaram ao favor de que seu país abandonaria esta aliança.  Tal notícia influiu drasticamente aos pares de moedas que contêm a libra esterlina. Assim, esta moeda caiu em relação ao dólar estadunidense mais de 1800 pontos em cotações de quatro dígitos, literalmente durante horas contadas. E após deste acontecimento, o par de moedas GBP/JPY caiu mesmo quase 3000 pontos.

 

Um vinculo ainda mais estreito se observa entre as cotações dos pares de moedas e eventos económicos, por isso, na agenda económica publicam diariamente os dados sobre estado das economias dos países, cujas as moedas são considerados como principais em mundo. Isto são o dólar estadunidense, euro, libra esterlina, franco suíço, iene, e os dólares australiano, canadiano e neozelandês. Os valores-chaves que influem à alteração de cotações destas moedas são:

  • nível de inflação;
  • nível de desemprego;
  • alteração de número de empregados;
  • Nível de taxas de referência;
  • PIB;
  • volume das vendas a varejo;
  • vários índices.

Analisando estes valores, o trader poderá praticamente cada dia operar com os pares que incluem as moedas acima referidas. Estes instrumentos têm uma liquidez alta e mostram boas flutuações, após de publicação de notícias. Vamos a ver os exemplos.

Em dia 15.07.2015, na Grã-Bretanha foi publicada uma notícia sobre número de desempregados. Os analistas declararam praticamente em uníssono que o número de requerimentos de subsídio de desemprego se deverá a reduzir, mas tudo ficou ao contrário. Em vez de redução estimada de número de requerimentos até -8.8К, este valor cresceu até 7.0К. O aumento de número de requerimentos de subsídio de desemprego é uma notícia negativa para libra esterlina, por isso as cotações do par de moedas GBP/USD desceram bruscamente, quando deste índice foi publicado,

 

A queda da libra esterlina após de publicação de notícia continuava ainda quatro horas e isto tornou-se ótima oportunidade para os traders apostarem ao descenso.

Em dia 04.06.2015, na Austrália foi publicada uma notícia sobre volume das vendas a varejo. Os analistas estimavam um crescimento do volume até 0,4%, mas a publicação de notícia os surpreendeu, o valor do volume foi 0,0%. Os dados sobre volume das vendas a varejo mostram que a população tem o dinheiro. Se as pessoas compram ativamente os artigos, a circulação de dinheiro nas redes retalhistas está crescendo e isto significa que população ganha suficientemente e no país está melhorando a situação social. Se o índice do volume das vendas a varejo desce, isto signifoca uma situação contrária. A gente compra menos, a circulação de dinheiro se reduz e isto cria uma dinâmica negativa para a cotação da moeda nacional.

Após de publicação de notícia, o preço percorreu 65 pontos! O efeito de notícia durava 10 minutos e maior parte da flutuação aconteceu em primeiros 5 minutos!

 

No gráfico está bem visível a queda profunda do par de moedas no momento de publicação de notícia sobre volume das vendas a varejo. Mas ganhar com esta queda conseguiram somente os traders que estevem neste momento junto ao terminal, porque o par AUD/USD mostrava a dinâmica forte apenas em primeiros dez minutos e posteriormente só se movia em flat.

Em dia 27.08.2015, nos Estados Unidos da América foram publicados os dados sobre Produto Interno Bruto. Isto é um índice macroeconómico trimestral que mostra o valor de todos os serviços prestados e artigos produzidos nos EUA. Se o PIB sobe, a economia está acrescentando e se o índiice desce, a economia está em recessão. Ora bem, os dados sobre PIB (3.7%) publicados neste dia, melhoraram 1.4%, comparando com o valor anterior de 2.3%. Estas estatísticas reforçaram bastante sério o dólar estadunidense em relação ao euro.

 

No gráfico de par de moedas EUR/USD estão bem visíveis a queda do preço no momento de publicação de notícia sobre PIB dos EUA com sucessivo descenso do preço ao longo de quatro horas. Isto foi mesmo o período, quando será possível a ganhar, abrindo posições curtas com este par de moedas.

E como não lembrar o dia 15 de janeiro de 2015, quando o Banco Central da Suíça anunciou a desvinculação da moeda nacional de euro. Esta notícia resultou que o franco suíço encareceu muito em relação a outras moedas. Se analisar o par de moedas USD/CHF, é possível ver que o último subiu quase 3000 pontos.

 

Mas esta noticia teve um caráter de curto prazo já dentro de dois meses, literalmente, os traders conseguiram negociar o franco suíço até valores que ele tinha antes de momento de publicação de decisão do Banco Central da Suíça.

Como não soava estranho para ouvido dum trader, mas nalguns casos ele deve orientar-se... a tempo!  Esta afirmação é válida em operações com as moedas dos países-produtores em setor agrícola.  Por exemplo, se na Austrália ou Nova Zelândia acontece uma seca, devido às previsões de recolha má vão desvalorizando-se suas moedas nacionais respetivamente. Também, ao trader poderá ajudar em operações, se ele vai monitorando os preços das matérias-primas principais: ouro e petróleo. Assim, o crescimento do preço do ouro é um prenunciador de aumento do dólar australiano e de yuan chinês, por que estes paíse são principais exportadores deste metal precioso e o dólar canadiano está vinculado ao preço do petróleo.

Concluindo estes dados tão diferentes sobre pormenores de atitude dos vários pares de moedas no mercado, vamos a definir, quais são os fatores que merecem uma atenção obrigatória dum trader. Talvez, isto soará inesperadamente, mas as peculiaridades mais efetivas dos pares de moedas são as regras que o trader registrou pessoalmente, operando com um instrumento determinado e usa-los na sua atividade. Por isso, tome à atenção as tendências referidas pelos especialistas, mas também, faça os seus esforços racionais para compor uma base única de particularidade do trading com os instrumentos financeiros diferentes!

 

 






O conteúdo deste artigo é exclusivamente a opinião particular do autor e pode não está coincidir com a posição oficial da LiteForex. Os materiais a publicar nesta página, são fornecidos exclusivamente com os fins informativos e não poderão ser considerados com um conselho sobre investimentos, nem como uma consulta para objetivos de Diretiva 2004/39/UE.



Em redes sociais
Chat "ao vivo"
Deixar comentário