Os EUA e China querem resolver seus problemas à conta de outros países

Como explicar a um gato que chegou a hora, quando ele deve cuidar-me? Sinceramente, lamento por chineses que não compreendem porque eles precisam reduzir o saldo positivo do comércio externo com os EUA, mas observando como abranda a economia do Celeste Império, estão forçados a ceder. Donald Trump com seu lema “America First!” (América Primeira!) está pensado remodelar toda a economia mundial e é preciso ser justo: ele consegue! Entretanto, o protecionismo é como um bumerangue: tarifas respondentes de importação já começam atuar em forma de agravamento de estatísticas macroeconómicas estadunidenses. Parece que em breve será preciso mudar um motosserra a uma prótese!

Uma particularidade de negociações atuais é posição bastante dura de Washington em relação às promessas de Pequim. O Celeste Império há muito tempo comprometia tanto reformar o mercado, como cancelar o apoio de empresas públicas. Agora, os EUA insistem um comprovativo, ou seja, uma lista de companhias que recebem tal apoio e requerem de governo as provas que este apoio será cancelado em breve. Como se dizem, uma boa palavra ajudará, mas o dinheiro é melhor. Hoje em dia, as promessas não valem nada, são precisas atuações certas.

China continua mostrar-se como um gato que não entende nada, encolhe perplexamente os ombros, mas busca os compromissos! Digam, que país vais gostar de que outro Estado ditaria a cotação de sua moeda nacional? Washington requer um yuan estável. Mas permite perguntar, estável em forma efetiva ou nominal? Em relação ao dólar dos EUA ou a outras moedas? Se estamos a falar sobre manter o modo atual de flutuação limitada, China não necessita de fazer nada. Na verdade, com certeza que como “estável” consideram uma moeda “forte”. Os EUA começas a sentir no seu pelo as consequências de tarifas respondentes de importação da China e tentam equilibrar o seu impacto negativo sobre a exportação e PIB estadunidense com a ajuda de revalorização do yuan. Os pensamentos sábios apenas chegam, quando as asneiras já estão cometidas!

Um signo popular: se a cachimônia funciona, não ficas com fome. Claro que multiplicar as compras de produção agrícola, semicondutores, energias primárias e outros artigos é igual que ficar sem calções. Mas se fazer isto à conta de outros, é possível manter um bom rosto numa cena má. A deslocação de produção de assemblagem de México e Malásia para Estados Unidos, restrições de exportar o carvão de Austrália para China são os elos duma cadeia e em próximo futuro o processo de recarregar a responsabilidade a outros vai acelerando. Em maneira igual aos EUA que necessitam de “um carregador para o trabalho interessante e atrativo”, China também quer buscar um “responsável”. Quando tu és grande, não surgem os problemas com isso.

Ninguém pode entrar duas vezes no mesmo rio, mas é possível duas vezes pisar o mesmo rastrilho. A experiência dos anos 90 não ensinou nada a Donald Trump e ele mesmo assim começou construir um futuro brilhante para os EUA com a ajuda de protecionismo. O problema consiste em que em 2018, a economia estadunidense não sentiu as consequências de guerras comerciais, graças aos incentivos fiscais, mas em 2019-2020, vais a sentir com a certeza. Será chegou a hora arrumar as canas? 


P.S. Gostou de meu artigo? Compartilhe-lo em redes sociais, isto será melhor agradecimento :)

Faça as perguntas e deixe abaixo os comentários sobre material. Responderei com prazer e darei as explicações necessárias.

Links úteis:

  • Recomendo experimentar o trading com corretora de confiança aqui. O sistema permite a operar individualmente ou copiar operações dos traders bem-sucedidos de todo o mundo.
  • O chat de traders com análise excelente, revistas Forex, artigos didáticos e outros materiais úteis para traders. https://t.me/liteforexbrazil. Compartilhamos os sinais e experiências.

O gráfico de cotação de USDCNH em tempo real

O dólar necessita dum carregador

O conteúdo deste artigo é exclusivamente a opinião particular do autor e pode não está coincidir com a posição oficial da LiteForex. Os materiais a publicar nesta página, são fornecidos exclusivamente com os fins informativos e não poderão ser considerados com um conselho sobre investimentos, nem como uma consulta para objetivos de Diretiva 2004/39/UE.

Tem as perguntas para o autor? Você poderá a fazê-las nos comentários .
Iniciar trading
Em redes sociais
Chat "ao vivo"
Deixar comentário