As guerras comerciais não ajudam a alimentar os EUA

Lembre sempre é melhor estar atrasada do que chegar feia. Por tanto tempo a China não pronunciou agradáveis para os ouvidos estadunidenses concessões sobre o comércio exterior, que Donald Trump foi obrigado a propor, se seu líder estava demorado em Buenos Aires? Ou se Xi Jinping veio a descansar em algum lugar, após de almoço intenso com o presidente dos EUA? Não se sabe o que eles consumiram lá à mesa na Argentina. Não é excluído que álcool. Mas o álcool não ajuda a encontrar resposta. O mesmo ajuda a esquecer pergunta. 

Para não perder a cara, precisa oferecer o veneno com pequenas porções. É absolutamente melhor começar pelo doce. Por exemplo, com o aviso de que os Estados Unidos não aumentarão as taxas. Não é um progresso em negociações? Realmente, com que custo este progresso foi atingido.... Alguns dias depois da cúpula do G20, Pequim começou a falar sobre um período de trégua de 90 dias, um pouco mais tarde, sobre punições serias às empresas locais que violam os direitos de propriedade intelectual. Falta um pouco, contar sobre a redução das taxas de importação de automóveis estadunidenses e as compras significativas de produtos agrícolas, energéticos e industriais dos Estados Unidos. Em vez disto, seguiram umas palavras sobre a confiança de celebração do acordo e seus objetivos. Livrar-se completamente de todas as tarifas! É forte, mas é pouco provável. Washington pode pensar que os peões estão a tornar-se completamente  insolentes…

A guerra comercial leva a que cada vez mais chineses estão a começar a sua manhã com as palavras “Colombo, encerra a América!”, os mesmos há tantos que mesmo uma pessoa morta pode levantar-se do túmulo por estas palavras. Washington mesmo deseja mais. Mas um apetite canino, durante uma dieta. Donald Trump e sua equipa tentaram saborear à conta de impostos de importação, mas o maior défice do comércio exterior dos EUA em outubro nos últimos dez anos mostra que não resultou.  A importação está a crescer que não é vida, pois os estadunidenses inspirados pela reforma fiscal, gastam dinheiro a torto e a direito.  A exportação sofre com um forte dólar, impostos de resposta e fraca demanda externa. A Casa Branca segue uma dieta que o provoca à realização agressiva das negociações com Império Celeste. 

A pessoa que leva o seu ancinho a trás de si é chamada o provocador. É difícil entender quem é neste momento: a China com suas práticas comerciais pouco conscienciosas ou Donald Trump com seu Twitter? Os predecessores de 45 presidente dos EUA muitas vezes repetiram a mesma falha com o aumento das tarifas, mas por sua natureza, os estadunidenses não são tão económicos para aprender com os erros dos outros. O dono da Casa Branca se comporta como um peão na estrada. Quem sempre tem razão. Mas nem sempre está vivo. 

Os mercados financeiros com maior atenção seguiram peripécias das relações entre os EUA e a China, e estão contentes que, em vez da guerra fria, tiveram desgelo. Chegou a hora de orientar a visão sobre o SRF com sua política monetária, pois, se os olhos vêm muito tempo para um ponto, vários problemas acontecem: 

- Qual é a sua visão? 

- Tenho cinco negativo!

- Cinco negativo??? Não tens os olhos gelados?     

    


P.S. Gostou de meu artigo? Compartilhe-lo em redes sociais, isto será melhor agradecimento :)

Faça as perguntas e deixe abaixo os comentários sobre material. Responderei com prazer e darei as explicações necessárias.

Links úteis:

  • Recomendo experimentar o trading com corretora de confiança aqui. O sistema permite a operar individualmente ou copiar operações dos traders bem-sucedidos de todo o mundo.
  • O chat de traders com análise excelente, revistas Forex, artigos didáticos e outros materiais úteis para traders. https://t.me/liteforexbrazil. Compartilhamos os sinais e experiências.

 

O gráfico de cotação de EURUSD em tempo real

O dólar estadunidense segue uma dieta

O conteúdo deste artigo é exclusivamente a opinião particular do autor e pode não está coincidir com a posição oficial da LiteForex. Os materiais a publicar nesta página, são fornecidos exclusivamente com os fins informativos e não poderão ser considerados com um conselho sobre investimentos, nem como uma consulta para objetivos de Diretiva 2004/39/UE.

Tem as perguntas para o autor? Você poderá a fazê-las nos comentários .
Iniciar trading
Em redes sociais
Chat "ao vivo"
Deixar comentário