Resenha de eventos principais do calendário económico de Forex para próxima semana de 15.04.2019 a 21.04.2019

Comércio em notícias chave de Forex: esperamos a publicação de estatísticas macroeconômicas importantes da China, Austrália, Reino Unido, Eurozona, EUA, Canadá.

A estatística macro-económica positiva publicada durante a sessão asiática na sexta-feira "animou" os mercados financeiros. De acordo com dados da Administração principal das alfândegas da China, as exportações do país em março subiram para 14,2% (em termos anuais), após a descida de 20,7% em fevereiro. Os economistas esperaram um aumento da exportação de 8,7%.

O superavit comercial da China em março foi de 32,64 mil milhões contra 4,12 mil milhões de dólares em fevereiro. A previsão dos economistas pressupôs um aumento do superavit no valor de 6 mil milhões de dólares.

Depois dos dados favoráveis sobre o setor manufatureiro da China apresentados anteriormente no início do mês (índice de gerentes de compras (PMI) para o setor manufatureiro da China elaborado por Caixin em março subiu para 50,8 desde 49,9 em fevereiro, atingindo o mais alto nível desde outubro), os fortes dados sobre a balança de comércio exterior da China, publicados na sexta-feira, confirmaram mais uma vez a estabilização da segunda economia maior do mundo, apesar do conflito comercial com os Estados Unidos.

Os índices bolsistas mundiais subiram na sexta-feira passada, o que foi causado pelo crescente apetite ao risco dos investidores após a publicação de estadística macro-económica positiva da China. A demanda por ativos de maior risco, como ações, cresceu; ao mesmo tempo, os investidores venderam obligações do Tesouro e o dólar, com quais eles negociaram em períodos de instabilidade de mercado nos últimos meses.

Bons relatórios dos maiores bancos norte-americanos também contribuíram para o crescimento dos principais índices de ações dos EUA, que acabaram a semana passada em alto graças ao forte crescimento na sexta-feira.

Na semana passada os líderes da União Europeia tomaram a decisão de atender a petição do Reino Unido e prorrogação da data do Brexit até o dia 31 de outubro. Inicialmente o Brexit estava programado para ocorrer no dia 29 de março e depois foi adiado até o dia 12 de abril. E aqui está o novo adiamento. Na próxima semana não se esperam mudanças significativas na situação em torno do Brexit. O governo da primeira-ministra Theresa May, provavelmente, continuará a procurar soluções, a fim de conseguir o que o Parlamento aprove o acordo da saída do país da UE.

Entretanto, o dólar caiu na semana passada. No final do dia comercial na sexta-feira os contratos futuros no índice do dólar norte-americano DXY ficaram perto de nível 96.59, que é 40 pontos abaixo do preço de abertura da semana passada.

Na próxima semana os investidores vão prestar atenção aos seguintes eventos e publicações importantes: os dados do mercado de trabalho do Reino Unido na terça-feira, os dados sobre o PIB da China para o primeiro trimestre, os índices de preços ao consumidor no Reino Unido e no Canadá na quarta-feira, os dados do mercado de trabalho na Austrália, o índice PMI da Eurozona e os dados sobre as vendas de varejo nos EUA e no Canadá na quinta-feira. E na próxima sexta-feira o mundo católico começa a preparar-se para Páscoa. Neste dia os bancos e bolsas de valores nos países católicos serão fechados por causa da Sexta-feira Santa.

Como sempre, na próxima semana comercial está prevista a publicação de uma série de dados económicos e noticias mais importantes:

Segunda-Feira, 15 de Abril

Não está prevista publicação de estatísticas macroeconômicas importantes.

Terça-Feira, 16 de Abril

01:30 (GMT) AUD Atas da última reunião do RB da Austrália

Este documento é publicado dentro de duas semanas após a reunião e a decisão sobre a taxa de referência. Se o RBA avalia positivamente o estado do mercado laboral no país, a taxa de crescimento do PIB e também demonstra a atitude «rigoroso» em relação a previsão sobre a inflação na economia; os mercados consideram-no como a mais alta probabilidade de aumento da taxa de referência para a próxima reunião, que é um fator positivo para o AUD. Uma retórica suave do Banco em relação, sobre tudo, à inflação, coloca pressão sobre AUD.

Os participantes do mercado acreditam que o RBA não vai aumentar as taxas de referência até o ano de 2020. Os salários continuam a crescer lentamente e a dívida das famílias subiram para o alto nível recorde, o que também adiar o aumento das taxas de referência para o prazo mais longo.

O governador do RBA Philip Lowe acha que "não tem argumentos sérios a favor de um endurecimento da política monetária no curto prazo". Em sua opinião, "até aumento da taxa de referência ainda vai demorar algum tempo".

08:30 GBP Relatório sobre salário médio dos britânicos durante os últimos 3 meses. Taxa de desemprego

Mensalmente o Gabinete Nacional de Estatísticas do Reino Unido (ONS) publica relatório sobre o salário médio com prémios e sem prémios, que inclui o período dos últimos 3 meses.

Este relatório é o indicador chave de curto prazo que mostra dinâmica de mudança do nível de salários de trabalhadores contratados no Reino Unido. O crescimento do salário é um fator positivo para a GBP, e o valor baixo do índice é negativo para a divisa britânica. Previsão: o relatório de abril sugere que o salário médio com prémios cresceu 3,2% (+3,4% no período anterior) nos últimos 3 meses calculados (dezembro-fevereiro) e o salário médio sem prémios subiu 3,4% (+3,4% no período anterior). Estes dados são positivos. Se eles coincidem com a previsão ou são melhores do que a previsão, provavelmente libra vai fortalecer-se no mercado de câmbio.

Também neste momento publicam-se os dados sobre o desemprego no Reino Unido. Espera-se que em 3 meses, desde dezembro até fevereiro, o desemprego estava no nível de 4,0% contra 3,9% no período anterior. A partir de 2012 a taxa de desemprego no Reino Unido está a reducir firmemente. É um fator positivo para a libra.

Se os dados do mercado laboral no Reino Unido serão piores do previsto, a libra estará sob pressão.

09:00 EUR Índice de sentimento económico do instituto ZEW na Alemanha

Este índice mostra a a proporção de investidores otimistas e pessimistas, assim avaliando a confiança dos investidores em negócios. O crescimento do indicador e o seu valor positivo indica o sentimento otimista dos investidores, o que é um fator “ascendente” para o EUR. E, vice-versa, a descida do indicador e seu valor negativo é um fator negativo para o EUR. Em março o valor do indicador foi negativo e igual a -3,6. Previsão: em abril o indicador caiu para -11,0, o que é um fator negativo para o euro.

22:45 USD, CPI (Índice de preços ao consumidor) no primeiro trimestre 

O índice de preços ao consumidor (Consumer Price Index CPI) é um indicador chave para indicador o nível de inflação e reflete a dinâmica dos preços de varejo dum grupo de produtos e serviços, que fazem parte da cesta de compras. Um resultado positivo fortalece o USD, o resultado negativo debilita o USD. Previsão: +0,0% (+0,1% no 4 trimestre, +0,9% no 3 trimestre e +0,4% no 2 trimestre). A descida do indicador e seu valor zero, provavelmente, afetarão de modo negativo a cotação do USD. Em termos anuais o CPI aumentou 1,8% no primeiro trimestre contra +1,9% no 4 trimestre.

Quarta-feira, 17 de Abril

02:00 (GMT) CNY PIB no primeiro trimestre

O Gabinete Nacional de Estatísticas da China apresentará dados sobre o crescimento do PIB no primeiro trimestre.

No trimestre anterior o crescimento do PIB foi de +1,5%. Espera-se que no primeiro trimestre o PIB da China cresceu +1,4% (+6,3% em termos anuais contra +6,4% no 4 trimestre e +6,5% no 3 trimestre). A China é o maior comprador de matérias-primas e fornecedor de bens acabados da maior variedade para mercados mundiais. A economia da China é a segunda maior do mundo depois da norte-americana. Por isso, a publicação de importantes indicadores macro-económicos da China pode ter um efeito forte sobre o mercado financeiro.

A situação tensa nas relações comerciais entre os Estados Unidos e a China aumenta as preocupações de que a descida do yuan e a desaceleração do crescimento econômico na China podem influir nos mercados mundiais.

O crescimento do indicador tem um impacto positivo no yuan chinês e também nos mercados de ações mundiais e, em primeiro lugar, nos mercados asiáticos, bem como nas cotações de moedas de matérias-primas, tais como moedas da Nova Zelândia e Austrália.

A China é o maior parceiro económico e comercial da Austrália e da Nova Zelândia e comprador de produtos alimenticios producidos nesses países.

Portanto, a estatística macro-económica positiva da China tem um efeito positivo também nos preços dessas moedas de matérias-primas.

A descida relativa do PIB pode afetar negativamente a cotação do yuan, bem como as cotações de moedas de matérias-primas e moedas da região ásia-pacífica, ja que pode indicar uma desaceleração do crescimento da economia chinesa.

08:30 GBP Índice de preços ao consumidor. Núcleo do índice de preços ao consumidor

 O índice de preços ao consumidor (CPI) mede a dinâmica do preço de varejo do grupo de bens e serviços, que faz parte da cesta de consumo dos britânicos. O índice CPI é um indicador-chave da inflação. Sua publicação influirá em movimento da libra esterlina no mercado de câmbio, no índice de bolsa de valores de Londres FTSE100.

No mês anterior (fevereiro) a inflação de preços ao consumidor subiu +0,5% após a descida de -0,8% em janeiro (em termos anuais o crescimento da inflação em fevereiro foi de +1,9%).

Previsão para março: 0,0% (+1,6% em termos anuais). Este valor pode afetar de maniera negativa a cotação da libra, porque a inflação baixa obligará o Banco da Inglaterra manter a política monetária suave. O valor do indicador inferior ao valor previsto e aos valores anteriores pode provocar descida da libra esterlina.

O núcleo do índice (Core CPI) de preços ao consumidor publicado pelo Gabinete Nacional de Estatísticas e determina a mudança em preços da cesta selecionada de bens e serviços (exceto alimentos e energia) durante um período determinado. É um indicador-chave para a avaliação de inflação e as mudanças em preferências dos consumidores. O resultado positivo fortalece a GBP, o negativo debilita a GBP.

Em fevereiro o núcleo de CPI (em termos anuais) cresceu +1,8% (+1,9% no mês anterior). Provavelmente, a publicação do índice terá um impacto positivo sobre a libra, se o seu valor foi tão alto. Previsão para março: +1,8% (em termos anuais). O valor do indicador inferior ao valor previsto e aos valores anteriores pode provocar descida da libra.

12:30 CAD Índices de preços ao consumidor no Canadá

O núcleo do índice de preços ao consumidor (Core CPI) presentado pelo Banco do Canadá mede a dinâmica de preços de varejo, que corresponde a cesta de bens e serviços (excluindo frutas, legumes, gasolina, óleo combustível, gás natural, juros das hipotecas, transporte interurbano e tabaco). O nível objetivo da inflação para o Banco do Canadá está na faixa de 1% a 3%. O crescimento do índice CPI é um prenúncio de aumento da taxa de referência e um fator positivo para o CAD. Os preços ao consumidor em fevereiro subiram 1,5% (+1,4% em janeiro) em termos anuais e o núcleo do índice de preços ao consumidor cresceu +1,5%. Se os dados de março foram inferiores aos valores anteriores, isso afetará de maneira negativa sobre o CAD. Os dados superiores ao valor previsto e aos valores anteriores fortalecerão o dólar canadense.

Quinta-Feira, 18 de Abril

01:30 AUD Nível de emprego. Nível de desemprego. Taxa de participação na força de trabalho na população total

O nível de emprego reflete alterações mensais em número dos empregados na Austrália. O crescimento do indicador tem um impacto positivo em gasto dos consumidores, que estimula o crescimento económico. O valor alto do índice é positivo para o AUD, e o valor baixo é negativo. Previsão: em março o número dos empregados na Austrália cresceu mais de 12.000 pessoas (contra +4600 em fevereiro, +39100 em janeiro e +21600 de pessoas em dezembro). Também, ao mesmo tempo, o Gabinete  de Estatísticas da Austrália publica o relatório sobre a taxa de desemprego que mede a proporção de pessoas desempregadas no total da força de trabalho. O crescimento do indicador mostra a fragilidade do mercado laboral, o que leva à recessão da economia nacional. A descida é um fator positivo para o AUD. Previsão: em março a taxa de desemprego na Austrália foi de 5% contra 4,9% em fevereiro e 5% em janeiro e dezembro.

Também entre os dados presentados pelo Gabinete de Estatísticas da Austrália publica-se a taxa de participação na força de trabalho no total da população. Representa uma percentagem do total de pessoas capazes de exercer uma profissão, que se consideram a força de trabalho (trabalham ou procuram um emprego). Previsão para março: 65,7% contra aproximadamente o mesmo nível nos meses anteriores (65,6% em fevereiro, 65,7% em janeiro).

Em geral, os indicadores são positivos. Se os valores foram inferiores ao valor previsto, o dólar australiano vai cair. Os dados superiores ao valor previsto fortalecerão o AUD.

07:30 EUR Índice (PMI) de atividade de negócios no setor industrial da economia da Alemanha (segundo Markit Economics)

O índice de atividade de negócios PMI no setor industrial da economia alemã é um indicador importante da conjuntura comercial e o estado geral da economia da Alemanha. Este setor da economia faz uma parte grande do PIB da Alemanha. O resultado superior a 50 considera-se como positivo e fortalece o EUR; o resultado inferior a 50 é negativo para o euro. Previsão (antecipada): 45.0 em abril contra 44,1 em março, 47,6 em fevreiro e 49,7 em janeiro), o que provavelmente terá um efeito negativo no euro no curto prazo. 

08:00h: EUR índice Composto (PMI) de atividade de negócios no setor industrial da economia da Eurozona (segundo Markit Economics)

O índice PMI da indústria manufatureira da Eurozona é um indicador importante de todo o estado da economia europeia. O resultado superior a 50 é considerado como positivo e fortalece o EUR; o resultado inferior a 50 é negativo para o euro. Previsão (antecipada): 51,8 em abril contra 51,6 em março, 51,9 em fevereiro e 51,0 em janeiro, o que, provavelmente, terá um efeito positivo no euro no curto prazo.

12:30 USD Vendas de varejo (excluindo vendas de automóveis). Grupo de controle de ventas de varejo

Este relatório (Core Retail Sales Ex Autos) mostra o volume de vendas de varejo de todos os tamanhos e tipos, exceto revenda de carros. A mudança no volume de vendas no comércio varejista é o indicador principal do gasto dos consumidores. O relatório é adiantado, e doravante os dados podem ser revistos de maneira significativa. O resultado alto fortalece o dólar dos EUA, o resultado baixo debilita a moeda norte-americana. Previsão para março é de 0,7% (contra -0,2% em fevereiro). O crescimento relativo do indicador pode ter um impacto positivo de curto prazo no dólar.

As vendas de varejo são o principal indicador de confiança do consumidor nos EUA que mostra mudanças em volume de vendas no comércio varejista. O índice “Grupo de controle de vendas de varejo" mede o volume em toda a indústria de varejo e é usada para o cálculo de índices de preços para a maioria dos bens. O resultado alto fortalece o dólar dos EUA, e vice-versa, um relatório fraco debilita o dólar. Previsão: em março as vendas no varejo nos Estados Unidos cresceram em 0,4% (contra uma descida de 0,4% em fevereiro).

Em geral, os indicadores podem ser considerado positivos. Não obstante, um ligeiro crescimento não será capaz de acelerar o crescimento do dólar. Os dados inferiores ao valor previsto terão um impacto negativo no dólar no curto prazo.

12:30 CAD Índice de vendas de varejo

O índice de vendas de varejo publica-se mensalmente pela Oficina de Estatísticas do Canadá e mede o volume total de vendas de varejo. O índice é muitas vezes considerado como indicador de confiança dos consumidores e reflete o estado do setor de varejo no curto prazo. O índice de crescimento geralmente é um fator positivo para o CAD; redução do índice tem um impacto negativo sobre o CAD. O valor anterior do índice (em janeiro) é de -0,3%. Se os dados de fevereiro de novo foram fracos (de acordo com a previsão não se espera crescimento), o CAD vai cair.

Sexta-feira, 19 de Abril

Não está prevista publicação de estatísticas macro-econòmicas importantes.

Os bancos e as bolsas de valores nos países católicos serão fechados por caso da Sexta-feira Santa.ъ


P.S. Gostou de meu artigo? Compartilhe-lo em redes sociais, isto será melhor agradecimento :)

Faça as perguntas e deixe abaixo os comentários sobre material. Responderei com prazer e darei as explicações necessárias.

Links úteis:

  • Recomendo experimentar o trading com corretora de confiança aqui. O sistema permite a operar individualmente ou copiar operações dos traders bem-sucedidos de todo o mundo.
  • O chat de traders com análise excelente, revistas Forex, artigos didáticos e outros materiais úteis para traders. https://t.me/liteforexbrazil. Compartilhamos os sinais e experiências.

 

O gráfico de cotação de EURUSD em tempo real

Calendário económico para próxima semana 15.04-21.04.2019

O conteúdo deste artigo é exclusivamente a opinião particular do autor e pode não está coincidir com a posição oficial da LiteForex. Os materiais a publicar nesta página, são fornecidos exclusivamente com os fins informativos e não poderão ser considerados com um conselho sobre investimentos, nem como uma consulta para objetivos de Diretiva 2004/39/UE.

Tem as perguntas para o autor? Você poderá a fazê-las nos comentários .
Iniciar trading
Em redes sociais
Chat "ao vivo"
Deixar comentário